domingo, 12 de fevereiro de 2017

(13)E PQ HOJE É DOMINGO RECORDEMOS ALGUMAS DOENÇAS DA N/SOCIEDADE!(do usa e deita fora...)

[Caros Bloguistas: E Porque Hoje É Domingo, decidimos colocar um texto que nos fala de um dos lados mais cruéis da sociedade actual. Se bem entendemos, o autor chama-nos à atenção pra um dos aspectos da mesquinhez humana que consiste em tirar proveito economico ou outro do ridiculo/da desgraça alheia. Escolhemos o dia de hoje pró publicar porque com a campanha eleitoral a mexer por todo o lado (sem que ninguém a veja!) pode servir de alerta pra alguém: o usar e deita-se fora não se pratica apenas nas tv`s! ProfAnónima]
Resultado de imagem para pessoas a comer muito+imagens engraçadasResultado de imagem para rir de desgraças+imagens
«Kim Kardashian e Maria Leal: o triunfo de uma sociedade doente

A sociedade moderna está doente, porque constrói bonecos para rapidamente os destruir, pontapear e esmagá-los sem piedade.

em ler apenas o título vai pensar que eu estou a tornar-me um “colaboracionista” com a mediocridade, pois ao citar estes nomes estou a promovê-los. Se calhar é o pecado deste meu artigo, assumo, “mea culpa”, mas quem é racional tem de alertar para o folclore em torno destas criaturas e para o vazio das sociedades contemporâneas.

Na semana passada, o “El País” escrevia que a marca Kim Kardashian «caía a pique». Até 2016 ocupava o 42º lugar das celebridades mais bem pagas, liderava o ranking das estrelas de “reality shows” com 49 milhões de euros, cobrava 286 mil por post e 478 mil por presenças em festas. Isto porquê? Porque é uma celebridade promovida pelas redes sociais, uma profissional de “selfies” que saltou para a televisão e que casou com outra estrela, Kanye West. Tem algum talento? Não.

Por cá, mais modesta, uma senhora de nome Maria Leal tornou-se em 2016 uma “celebridade” porque apareceu num programa matinal a cantar e a dançar mal. As redes sociais partilharam as imagens, fizeram-na motivo de chacota nacional, mas com isso ganhou presenças e algum dinheiro, virou notícia de jornal e a sua alcova também se tornou de domínio público. Tem algum talento? Não.

Sobre a monumental trilogia dos sentimentos (“A Aventura”, “A Noite” e “O Eclipse), o seu genial criador, Michelangelo Antonioni, dizia que procurava «vestígios de sentimentos». Porque o mestre italiano antevia a sua desaparição nas sociedades frias e sem alma do presente e do futuro. O problema é que os maus instintos, o “voyeurismo”, o deplorável gozo em achincalhar o ridículo se sobrepôs à cultura, ao respeito pelo talento.

Assistimos, inexoravelmente, à morte dos sentimentos. Como em “O Eclipse”, quando um corretor da Bolsa morre e se guarda um minuto de silêncio, mas que um segundo depois a azáfama volta e já ninguém se lembra que o homem existiu. A sociedade moderna está doente, porque constrói bonecos para rapidamente os destruir, pontapear e esmagá-los sem piedade. Só espera que algum imperador lhes pergunte se os salvam ou não como nos circos romanos.

Uma sociedade doente que venera inúteis, entroniza analfabetos funcionais, lhes pede autógrafos, dá contratos e paga “cachets”. Kim Kardashian e Maria Leal são apenas dois rostos, mas há tantos mais que o universo mediático promove sem qualquer retorno útil para a comunidade. Tanto talento que existe e as pessoas não conhecem. Quantos, por exemplo, já viram um filme de Antonioni, quem já viu Alain Delon e Monica Vitti, soberbos, em “O Eclipse”? Pois não viram, mas sabem quem é a Kardashian e a Leal, e isso é que é pena.

George Bernard Shaw dizia que «há duas tragédias na vida. A primeira é não obter o que o seu coração mais deseja. A segunda é obter». As duas citadas conseguiram os seus 15 minutos de fama. E há quem as elogie porque tiveram a esperteza de ganhar com isso. Conquistaram-no pelo vazio, pelo bizarro, pelo grotesco. A sociedade bate-lhes palmas, ri delas, vilipendia em seguida. A sociedade está entretida. Que doente está a sociedade.

Nota: Por decisão pessoal, o autor não escreve de acordo com o novo acordo ortográfico.

Rui Calafate
Colunista»

NB: A N/IDEIA INICIAL ERA COLOCAR UM TEXTO SOBRE O DIVÓRCIO DO Dr CARRILHO vs BÁRBARA GUIMARÃES, PRA REFLETIRMOS SE A LEI TAL COMO ESTÁ PROTEGE OU AGRIDE (AINDA MAIS) AS PESSOAS/OS CASAIS DESAVINDOS (sobretudo os filhos), MAS DEPOIS DECIDIMOS DEIXAR ESSA REFLEXÃO PRA OUTRO DIA/DOMINGO, POIS ESTAMOS EM CRER QUE A JUSTIÇA AINDA NOS VAI DAR MAIS MOTIVOS PRA DIZERMOS: POR FAVOR....BASTA!

4 comentários:

  1. DAQUI: https://eco.pt/opiniao/kim-kardashian-e-maria-leal-o-triunfo-de-uma-sociedade-doente/

    ResponderEliminar
  2. Até existem Gatos Amarelos jeitosos, mas o do texto saiu mal acabado; mas ele julga-se mais belo que um Príncipe...

    ResponderEliminar
  3. Talvez o Zé Maria (o zé das galinhas) tenha sido o 1º boneco que foi construído pelos média e...destruído.

    Quiçá não tenham querido fazer o mesmo ao Sr Vitorino da Silva (o tino das rãs), mas este mostrou ter muito mais estaleca e brincou com a brincadeira. Aliás, ele brincou e usou...

    ResponderEliminar
  4. MANUEL CARRILHO vs BÁRBARA GUIMARÃES

    Claro que nem um nem outro são exemplos de bonecos como os que nos fala o texto. Mas a forma com o divórcio deles está a ser tratado mais parece uma "bonecada"!(talvez continue...)

    ProfAnónima

    ResponderEliminar