segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

(18)POR CÁ: ORQUESTRA LIGEIRA DE TAROUCA DESAFINOU?(parece que sim...)

[CAROS BLOGUISTAS: O CASO DA ORQUESTRA LIGEIRA DE TAROUCA AINDA "DESAFINA", MAS DESTA VEZ NA COMUNICAÇÃO SOCIAL REGIONAL!ProfAnónima]
«Presidente e oposição desafinam orquestra em Tarouca
Resultado de imagem para imagens de maestros engraçadas-------------Resultado de imagem para imagens de maestros engraçadas
Criada há mais de uma década, a Orquestra Ligeira da Câmara Municipal de Tarouca vive atualmente um momento controverso. Com Amaro Nunes, vereador da oposição e coordenador da orquestra com responsabilidades na gestão do dia-a-dia deste “órgão”, o mal-estar começou a crescer com vários episódios de falta de assiduidade por parte dos membros o que impediu que alguns ensaios se realizassem.

A situação piorou quando o atual maestro, Telmo Gouveia, solicitou ao edil a introdução dos também maestros Ricardo Fonseca e Rui Lima no projeto para procederem a algumas alterações na orquestra, como a entrada de alunos da Academia. Aqui começou a polémica com a luz verde a ser dada de imediato por Valdemar Pereira.

“Aceitei, mas tive o cuidado de lhes dizer que era preciso que transmitissem toda essa informação aos elementos da Orquestra, nomeadamente ao senhor coordenador”, afirmou em reunião de Câmara.

Amaro Nunes garante que não sabia de todas as informações

Em resposta, o coordenador da Orquestra Ligeira da Câmara Municipal de Tarouca defendeu-se, garantindo que apenas sabia que ia ocorrer uma alteração do projeto. “O senhor presidente não me incumbiu de dizer nada aos músicos, nem me disse que os músicos que lá estavam iriam ser substituídos, designadamente até eu próprio. Isso nunca foi falado, o presidente da Câmara Municipal não me incumbiu de ter uma reunião para explicar aquilo que eu não sabia”, sublinhou.

Troca de argumentos levou Amaro Nunes a abandonar reunião

Com Valdemar Pereira a garantir que informou Amaro Nunes para falar com o maestro Telmo Gouveia sobre o que iria acontecer na orquestra, o edil tarouquense acrescentou que “quando vi a atuação no S. Miguel, fiquei triste por não estarem os membros que poderiam estar.” O coordenador da orquestra voltou a defender-se, afirmando que “nunca ninguém soube que as pessoas que faziam parte do ‘órgão’ não tocariam nas Festas de S. Miguel”, dizendo que Telmo Gouveia remeteu nessa altura para Valdemar Pereira e vice-versa.

Na sequência desta troca de argumentos, Amaro Nunes acabou por retirar-se da reunião de Câmara, num claro sinal do mal-estar com o autarca perante esta situação.»

NB: EM FACE DISTO, PARECE-NOS QUE É PERTINENTE PERGUNTAR: NESTE MOMENTO JÁ ESTÃO REUNIDAS AS CONDIÇÕES MÍNIMAS NECESSÁRIAS PRÓ VEREADOR DA OPOSIÇÃO, DR AMARO, REGRESSAR ÀS REUNIÕES E EXECER O MANDATO PRÓ QUAL FOI ELEITO DEMOCRATICAMENTE NAS AUTÁRQUICAS DE 2013?

12 comentários:

  1. DAQUI: http://www.jornaldocentro.pt/presidente-e-oposicao-desafinam-orquestra-em-tarouca/

    ResponderEliminar
  2. INFORMAÇÃO EXTRA/PERGUNTA: POST ANTIGO MUITO VISUALIZADO

    Alguém nos sabe dizer porquê que o Post 14 de 12 de Maio de 2015, volta a ter tantas novas visualizações?!

    ESTE:http://taroucando.blogspot.pt/2015/05/14tarouca-ars-norte-avalia-uc-localpost.html

    ProfAnónima

    ResponderEliminar
  3. Parafraseando Fernando Negrão na Comissão de inquérito ao caso BES: ninguém sabia viu nada...ninguém sabia de nada: a nau catrineta ainda tem muito que contar!...

    Anónima?

    ResponderEliminar
  4. Isto é uma não notícia. Só estou preocupado com a tristeza do Senhor Edil!...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Conheço tão bem essas tristezas...

      Eliminar
    2. Então já somos dois.

      Eliminar
    3. Há lugar para mais uma?!

      Eliminar
  5. O quê que a orquestra tem a ver com o resto???

    ResponderEliminar
  6. O espectáculo apresentado no S. Miguel foi bonito. Só achei errado terem-lhe chamado "orquestra". Na política as coisas podem tomar o nome que os Políticos quiserem, mas na música/Cultura era bom que fossem mais cuidadosos, até porque estavam lá crianças. (am)

    ResponderEliminar
  7. Uma pergunta muito simples para quem quiser e souber responder: a quem competia informar o coordenador da orquestra das alterações?

    ResponderEliminar
  8. UMA ACHEGA: REFLEXOS DAS MUDANÇAS NA ORQUESTRA

    As mudanças referidas neste texto já tinham originado debates acesos pelos Facebookes em Setembro/2016, alegadamente quando as mudanças chegaram aos ouvidos dos visados.

    De novo parece ser "só" o reflexo que toda esta situação terá tido nas relações entre o Vereador do PS, José Amaro, e o Presidente da Câmara, Valdemar Pereira. Neste momento não sabemos que o problema é "meramente" pessoal ou se institucional, porquanto o Dr Amaro além de Vereador também é o Presidente da Comissão Politica do PS. E assim sendo vamos tentar acompanhar este assunto!(se nos deixarem)

    ProfAnónima

    ResponderEliminar
  9. Chamem os bois pelos nomes. Na orquestra não houve mudanças mas despedimentos só porque sim e depois arranjaram desculpas e culpados.

    ResponderEliminar