quinta-feira, 25 de maio de 2017

(26)ESTUDO: COMO ESTÁ A PARTICIPAÇÃO CÍVICA/POLÍTICA DOS LISBOETAS?!(pela rua da amargura...)

[CAROS BLOGUISTAS: A 3 DIAS DO IV CONGRESSO DA CIDADANIA POLÍTICA DE TAROUCA, RESOLVEMOS POSTAR ESTE TEXTO RELATIVO A UM ESTUDO, EFECTUADO PELA UNIVERSIDADE NOVA, JUSTAMENTE SOBRE A PARTICIPAÇÃO CÍVICA DOS LISBOETAS. ANTES DE O LERMOS JÁ IMAGINÁVAMOS QUE OS NÚMEROS NÃO SERIAM MUITO FAMOSOS, MAS DEPOIS DE O LERMOS FICAMOS DE BOCA ABERTA. VOTOS DE BOA LEITURA!]
«Participação cívica? É pouca. Mobilização política? Nenhuma
Imagem relacionada
(Pertença a organizações é residual. Sejam associações de pais, moradores, consumidores ou de solidariedade social)

Que interesse têm os lisboetas por assuntos políticos? Resposta, sem qualquer margem para dúvidas - nenhum. Esta é a opção escolhida por 46,2% dos inquiridos no inquérito do Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS.NOVA) da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Entre os 2502 residentes que responderam ao questionário, 21,7% dizem ter pouco interesse. Uma percentagem um pouco inferior - 21,7% - diz ter "algum". Só 4,9% se afirmam muito interessados em assuntos políticos.

Reflexo desse desinteresse, 40,8% deixou sem resposta a questão sobre o seu posicionamento político. Entre os que responderam é visível um maior alinhamento ao centro-esquerda. Numa escala de dez posições entre a esquerda (1) e a direita (10), a maioria (18,1%) opta pelo 5, precisamente a meio. Uma percentagem de 24,9% posicionam-se à esquerda, enquanto 17, 1% dos inquiridos se situam à direita no espetro político. Num e noutro caso são as posições mais próximas do centro que obtêm maior representatividade. A posição correspondente ao centro-esquerda obtém 10,4% das escolhas. A correspondente ao centro-direita, tem 5,7%. A participação em reuniões ou audições da junta de freguesia ou da câmara é muito escassa - 91,9% nunca participou, ao nível da freguesia, um número que sobe para os 95,1% no plano da cidade.

Entre 14 formas de "participação política e social" elencadas no questionário feito aos munícipes, a resposta esmagadora é "nunca participou". A exceção vai para o item "prestar apoio aos vizinhos", em que uma percentagem significativa - 36,3% - dos inquiridos dizem fazê-lo ocasionalmente e 20,2% afirma fazê-lo com frequência. Mas mesmo neste capítulo a resposta maioritária (43%) é "nunca". Votar num orçamento participativo, recolher fundos para causas públicas, participar em manifestações de rua, envolver-se numa campanha política ou fazer greve, entre outros, são atividades que recolhem valores na ordem dos 90% com a resposta "nunca". A pertença a organizações é igualmente muito escassa. Apenas as associações culturais ou coletividades recreativas e os clubes desportivos alcançam uma percentagem de participação na ordem dos 10%. Associações de pais, moradores, consumidores ou de solidariedade social recolhem mais de 90% de respostas "nunca pertenci".» (IN DN-18/5/2017)

NB:E SE EM LISBOA A COISA ESTÁ ASSIM, COMO SERÁ NO RESTO DO PAÍS?! POR ISSO APROVEITAMOS A OPORTUNIDADE PRA MAIS UMA VEZ FELICITAR A ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE TAROUCA PELO IV CONGRESSO DA CIDADANIA! (ver programa no post 25)

7 comentários:

  1. DAQUI:http://www.dn.pt/portugal/interior/participacao-civica-e-pouca-mobilizacao-politica-nenhuma-8484456.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vamos recolher o post pra diminuir o tamanho da imagem, podendo a data de divulgação ser alterada ou não!

      Eliminar
  2. É verdade que os discursos estão afastados dos actos oficiais; é verdade que o solicitado pelos Tarouquenses na grande maioria da vezes não é ouvido. Mas não há dúvidas que, nos últimos 3 anos, a Assembleia Municipal de Tarouca criou mecanismos onde o Povo pode participar/falar.

    E como ainda hoje foi dito no Forúm da TSF (a propósito da justiça portuguesa): "felicito o forum porque se não se adianta nada com isto...ao menos desabafamos"

    A. Monteiro

    ResponderEliminar
  3. Têm oportunidade de falar mas não sentem que o que dizem conte seja para o que for e muitas vezes só têm chatices.

    ResponderEliminar
  4. Razão tem o Lucílio quando diz que silenciaram as pessoas de Tarouca mas que isso vai ter um preço. Um preço alto digo eu.

    ResponderEliminar
  5. INFORMAÇÃO: CONGRESSO DA CIDADANIA NO POST 25

    Agradecemos que os comentários/perguntas relativas ao próximo Congresso da Cidadania sejam enviadas pró post 25 ou prós "diversos" (post 2)!

    Gratos pela V/compreensão e colaboração!:)

    ProfAnónima

    ResponderEliminar
  6. Ora pensem porque razão existe o dobro de participantes em associações desportivas e recrativas de comes e bebes. Nestas ninguém chateia. Quem está nas associações de pais são os mesmos que estão nas cãmaras. E agora pergunto se era preciso fazer um estudo para tirar estas conclusões.

    ResponderEliminar