quinta-feira, 11 de maio de 2017

(8)EDUCAÇÃO: ESTUDO DO ME MOSTRA OS CALCANHARES DE AQUILES DOS ALUNOS!(e não só...)

[CAROS BLOGUISTAS: PELA 1ª VEZ UM ORGANISMO DO ME DIVULGOU A ESTATÍSTICA DOS RESULTADOS ESCOLARES DOS ALUNOS DO 2º CICLO E ESTES VIERAM MOSTRAM DE FORMA MUITO CLARA ALGUMAS COISAS QUE JÁ MUITOS PROFESSORES VIAM MAS TALVEZ NÃO SOUBESSEM QUE O PROBLEMA ERA GENERALIZADO! VOTOS DE BOA LEITURA!ProfAnónima]
Resultado de imagem para imagens engraçadas de alunos na escola

«Um terço chumba a Matemática e não recupera


Matemática é a disciplina do 2º ciclo com maior percentagem de negativas - cerca de um terço dos alunos não consegue positiva no 6º ano e a maioria não recupera a aprendizagem após ficar retido, revela um estudo publicado esta segunda-feira.

Pela primeira vez a Direção Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC) analisou e publicou um estudo sobre o desempenho escolar dos alunos do 2º ciclo em todas as disciplinas. Os dados reportam-se às classificações internas conseguidas pelos alunos do 5º e 6º anos no ano letivo 2014/2015. E de acordo com o comunicado do Ministério da Educação, conclui que a elevada percentagem de negativas a Matemática associada a uma fraca capacidade de recuperação das aprendizagens a essa disciplina, "sustenta a ineficácia da retenção e a necessidade de agir aos primeiros sinais de dificuldade".

A segunda disciplina com maior percentagem de negativas é Inglês, 15% no 6º ano. É a Educação Física que os alunos portugueses menos chumbam, apenas 2% tiveram insuficiente. A análise revelou que 61% dos alunos do 6º ano e 65% dos do 5º passaram de ano sem nenhuma negativa mas cerca de um terço fê-lo com, pelo menos, uma negativa, a maior parte a Matemática ou Inglês.

O estudo conclui que a capacidade de recuperação dos alunos depende da disciplina. Enquanto 85% dos alunos que transitaram do 5º para o 6º ano com negativa a Educação Tecnológica conseguiram nota positiva no ano seguinte, apenas um quinto dos alunos conseguiram recuperar a Matemática. "Conclui-se que as negativas em Matemática, ao contrário das negativas a Educação Tecnológica, raramente são episódios passageiros. O mesmo acontece quando se trata de negativas em Inglês, as quais são recuperadas no ano seguinte por apenas 34% dos alunos. As taxas relativamente baixas de recuperação de negativas em Matemática e em Inglês estarão certamente relacionadas, entre outros fatores, com a natureza marcadamente sequencial e interdependente das suas matérias curriculares".

O caso a Matemática é tão relevante, conclui a DGEEC, que 97% dos alunos que chumbam no 2º ciclo tem negativa à disciplina. A maioria dos alunos até consegue melhorar a média a Português, Inglês e História após repetir o ano mas não a Matemática. O estudo também revelou que mais de 40% dos alunos abrangidos pela Ação Social Escolar têm negativa a Matemática.» (IN JN-8/5/17)

NB: AS PRINCIPAIS CONCLUSÕES PARECEM SER: O ESTRATO SÓCIO-ECONÓMICO INTERFERE COM O SUCESSO ESCOLAR DOS ALUNOS (SOBRETUDO NA MATEMÁTICA) E SÓ 20% DOS ALUNOS QUE TRANSITAM PRÓ 6º ANO COM NEGATIVA A MATEMÁTICA CONSEGUEM "DAR A VOLTA AO RESULTADO". MATEMÁTICA E INGLÊS SÃO OS CALCANHARES DE AQUILES DOS ALUNOS DO 2º CICLO.

3 comentários:

  1. DAQUI:http://www.jn.pt/nacional/interior/um-terco-chumba-a-matematica-e-nao-recupera-7586186.html

    ResponderEliminar
  2. INFORMAÇÃO RELACIONADA: TAXA DE RETENÇÃO/REPROVAÇÕES

    Um estudo da OCDE revelado em Abril, veio dizer que Portugal é dos Países onde se verificam mais retenções/chumbos.

    ProfAnónima

    ResponderEliminar
  3. Na última reunião da Assembleia Municipal o Presidente da Câmara e Vereador da Educação informou que no próximo ano vai implantar um projecto pra "combater o insucesso escolar", não tendo avançado mais nada sobre o mesmo. AM

    ResponderEliminar