quinta-feira, 1 de junho de 2017

(0)POSTE-ZERO DE JUNHO/2017! (arquivo taroucando)

«A IMPRENSA É UM DOS PILARES DA DEMOCRACIA!» (nelson mandela)

Resultado de imagem para imagens de cuidados com o sol----------Resultado de imagem para imagens de cuidados com o sol
Caros Bloguistas!

A pedido de vários "chefes de família" criamos esta rubrica, pra enviarmos os textos trazidos de outros Blogues, Facebook, Jornais, etc, a fim de "arejar" a rubrica dos Diversos!

No fundo vai servir como uma espécie de "arquivo público"!

Aqui os textos "encontrados" nos outros órgãos de CS, serão colocados tal e qual como foram publicado na fonte. Mas depois podem ser transformados em post e, neste caso, poderão sofrer pequenos ajustes, tais como cortes! (de acordo com as regras)

Aquele Abraço!
ProfAnónima

NB:RECORDAMOS QUE OS TEXTOS QUE SAÍREM EM 1ª MÃO NESTE BLOG SÃO COLOCADOS NA RUBRICA DOS "DIVERSOS"! 

20 comentários:

  1. ESPAÇO PRA COLOCARMOS UM TEXTO RELATIVO AO DIA MUNDIAL DA CRIANÇA

    ResponderEliminar
  2. TRAZIDO DO JORNAL OBSERVADOR-7/4/2017

    EUROSONDAGEM: INTENÇÃO DE VOTO E ÍNDICE DE POPULARIDADE DOS LÍDERES PARTIDÁRIOS

    «Sondagem. PS continua a liderar a intenção de voto dos portugueses
    7/4/2017, 13:34340
    30
    Sondagem do Expresso e da SIC mantém o PS na liderança da intenção de voto dos portugueses (39,3%), 10 pontos percentuais acima do PSD (29,3%).

    (FOTO DO PM)

    Autor


    Ana Pimentel
    anascpimentel
    Facebook
    Email
    Mais sobre

    POLÍTICA
    SONDAGENS
    SOCIEDADE
    O Partido Socialista (PS) mantém-se na liderança da intenção de voto dos portugueses, de acordo com os resultados do estudo de opinião que a Eurosondagem fez para o Expresso e para a SIC. Apesar de o PSD ter recuperado votos face à sondagem anterior, a diferença entre os dois maiores partidos é de 10 pontos percentuais: se o PS consegue arrancar 39,3% das intenções de voto dos portugueses, o partido liderado por Pedro Passos Coelho capta 29,3%.

    Desde julho de 2016 que o PSD não subia nas sondagens, mas os 0,5% que conseguiu agora não foram suficientes para diminuir o buraco de dois dígitos que ainda separa Passos Coelho de António Costa.

    Atrás do PSD, manteve-se o Bloco de Esquerda, com 9% das intenções de voto (perdeu 0,2 pontos percentuais), seguido da CDU, com 7,5% das intenções de voto (perdeu 0,5 pontos percentuais) e do CDS, com 6,4% das intenções de voto (perdeu 0,8 pontos percentuais). O PAN também perdeu terreno face à última sondagem e capta agora 1,4% das intenções de voto. Já o número de pessoas que votaria em branco ou noutro partido subiu 0,4 pontos percentuais para 7,1% (acima do CDS).

    Quanto aos índices de popularidade dos diferentes líderes subiram todos face aos resultados do barómetro anterior. A popularidade de Marcelo Rebelo de Sousa subiu 1,8 pontos percentuais, a de António Costa subiu 1,7, a de Passos Coelho subiu 1,6, a de Jerónino de Sousa subiu 1,4, a de Assunção Cristas subiu 1,5 e a de Catarina Martins foi a que teve uma variação menor: 0,1 pontos percentuais.»

    DAQUI:http://observador.pt/2017/04/07/sondagem-ps-continua-a-liderar-a-intencao-de-voto-dos-portugueses/

    ResponderEliminar
  3. TRAZIDO DO JORNAL DE NEGÓCIOS-14/5/2017

    SONDAGEM DA AXIMAGE: INTENÇÃO DE VOTO E ÍNDICE DE POPULARIDADE

    «Sondagem: PSD é o único partido a perder intenções de voto no último mês

    Se as legislativas tivessem ocorrido nas últimas semanas, o CDS seria a força política que mais subiria. Mas também os partidos que suportam o Governo PS – CDU e BE – ganhariam votos em relação a Abril. O PS reforça, enquanto o PSD cai pelo quarto mês.
    Sondagem: PSD é o único partido a perder intenções de voto no último mês
    445 49 Guardar Imprimir
    Paulo Zacarias Gomes Paulo Zacarias Gomes paulozgomes@negocios.pt
    14 de maio de 2017 às 20:00
    O PSD é o único dos partidos com representação parlamentar a perder intenções de voto em Maio, face ao mês anterior, de acordo com o Barómetro Político da Aximage para o Jornal de Negócios e Correio da Manhã. Se as eleições fossem no último mês, o partido recolheria 24,5% dos votos, no terceiro mês consecutivo de quedas e valor que é um novo mínimo em pelo menos um ano para o partido liderado por Pedro Passos Coelho.

    O líder social-democrata viu também o seu índice de confiança voltar a cair no último mês, igualmente para um mínimo pelo menos desde Maio de 2016, em 23,3%, contra os 66,2% de António Costa, reduzindo a distância em relação ao mês passado. O primeiro-ministro perde popularidade (menos 0,7 pontos percentuais face a Abril) e o número dos que dizem não confiar em nenhum dos dois aumenta para 8,4%.

    No "ranking" dos líderes partidários, Passos Coelho continua a ser o menos popular, tendo recuperado ligeiramente em relação a Abril, com uma nota de 5,1. Aliás, todos os líderes avaliados viram subir a sua classificação, com Jerónimo de Sousa a evidenciar-se – mais 0,8 pontos percentuais face a Abril, que o colocam a 0,3 pontos de Catarina Martins. Desde Janeiro deste ano que o líder comunista fica sempre abaixo da bloquista na avaliação dos inquiridos.

    Já António Costa continua a ser o mais popular – recebendo 15,1 pontos, o valor mais elevado pelo menos num ano. Também Assunção Cristas, a líder centrista – simultaneamente candidata à câmara da capital – sobe na consideração dos inquiridos, recuperando de um mínimo de pelo menos um ano e para 8,5 pontos.

    Ficha técnica (...)»

    DAQUI:http://www.jornaldenegocios.pt/economia/politica/detalhe/psd-e-o-unico-partido-a-perder-intencoes-de-voto-no-ultimo-mes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Continuação da apresentação da sondagem da Aximage de Maio/2017

      «http://www.jornaldenegocios.pt/economia/politica/detalhe/marcelo-recupera-popularidade-pela-primeira-vez-em-quatro-meses»

      Eliminar
  4. «Comissão Mondim Beira
    Seguir · 30/5 ·

    Domingo dia 4 de junho às 12h30
    Almoço convivio, porco no espeto com arroz de feijão
    Durante a tarde haverá animação e entretimentos
    Façam a vossa marcação»

    ResponderEliminar
  5. TRAZIDO DO SITE DA TSF--

    POBREZA INFANTIL

    «UNICEF Portugal: austeridade agravou a pobreza infantil
    06 DE ABRIL DE 2017 - 18:05

    Ainda há pobreza infantil em Portugal, e parte dela é pobreza escondida.

    (FOTO)

    Em pleno século XXI, Portugal continua a ser um país desequilibrado em termos sociais.

    O alerta chega da UNICEF Portugal, que é a homenageada desta quinta-feira no Terra Justa - O Encontro Internacional de Causas e Valores da Humanidade, que decorre em FAFE.

    Em entrevista à TSF, Madalena Marçal Grilo, diretora executiva da UNICEF em Portugal fala no bom trabalho que o país desenvolveu na diminuição da mortalidade infantil, mas sublinha que a crise económica e a austeridade contribuíram para tornar o país mais desigual.

    O melhor da TSF no seu email

    Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a qualidade TSF.

    SUBSCREVER
    Olha-se hoje para Portugal como um país desenvolvido. Mas, se a vida fosse uma corrida, uma criança pobre portuguesa continuaria em 2017 a partir sempre em desvantagem. Mais atrás, mesmo que com esforço possa chegar à meta com que sempre sonhou.

    O panorama das crianças mudou nas últimas décadas, para melhor. Mas, ainda assim, Madalena Marçal Grilo, da UNICEF Portugal, não esconde que, nesta corrida, há obstáculos a ultrapassar.

    Ouça a entrevista de Madalena Marçal Grilo ao jornalista Miguel Midões
    Percorrendo os caminhos do que ainda há por fazer, Madalena Marçal Grilo escolhe destacar a pobreza infantil: "há muita coisa a fazer, mas aquilo que nos preocupa mais, é que as políticas de autoridade tiveram um impacto muito significativo nas crianças, e sobretudo, nas mais vulneráveis".

    A crise económica veio agravar ainda mais o problema da pobreza infantil. "Afeta as crianças hoje, e as possibilidades de se desenvolverem e de participarem num conjunto de atividades que ajuda a desenvolver as suas potencialidades para que mais tarde tenham uma vida mais produtiva".

    Interessa à UNICEF Portugal o país enquanto um todo, e de preferência equilibrado. Embora desenvolvido e industrializado, o equilíbrio social ainda está longe de ser alcançado.

    Uma criança mais pobre em Portugal é, em pleno século XXI, também uma criança com menos direitos.»

    DAQUI:http://www.tsf.pt/sociedade/interior/unicef-portugal-austeridade-agravou-a-pobreza-infantil-5776991.html

    ResponderEliminar
  6. TRAZIDO DO JORNAL DO CENTRO-5/6/2017

    VERBA DAS AUTARQUIAS DESTINADAS AO AMBIENTE

    «Breves»Quanto gastam as autarquias da região de Viseu com o ambiente?

    Quanto gastam as autarquias da região de Viseu com o ambiente?

    Em Dia Mundial do Ambiente, o Jornal do Centro dá-lhe a conhecer qual a percentagem do orçamento que as autarquias despendem na área do ambiente. Os dados são de 2014 e 2015, os mais recentes disponibilizados pela PORDATA, num inquérito levado a cabo pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).
    Em 2015, Viseu foi a município que mais despendeu verbas do orçamento para o ambiente, 13,1 por cento. Ainda assim, um valor inferior relativamente a 2014 onde havia gasto 13,7 por cento. Já a câmara que, em 2015, menos apostou no ambiente foi Lamego, investindo apenas 3,3 por cento do orçamento. No entanto, teve um aumento em relação a 2014, onde havia gasto 3,1 por cento.
    Dos 25 concelhos do distrito de Viseu, incluindo Aguiar da Beira que apesar de pertencer ao distrito da Guarda está na região Dão-Lafões, o que teve uma maior queda no investimento na área do ambiente foi Moimenta da Beira. Em 2014 despendia 10,6 por cento do seu orçamento e no ano seguinte apenas 4,9 por cento. Por outro lado, Sernancelhe foi quem mais passou a gastar com o ambiente, de 1,4 em 2014, para 5,7 por cento no ano seguinte.

    (TABELA COM A INFORMAÇÃO)

    DAQUI:http://www.jornaldocentro.pt/quanto-gastam-as-autarquias-da-regiao-de-viseu-com-o-ambiente/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tabela transformada no Poste 6: Dia Mundial do Ambiente!

      Eliminar
    2. Notícia relacionada:
      https://www.noticiasaominuto.com/pais/808015/esgotariamos-os-recursos-do-planeta-se-todos-fossem-como-os-portugueses?

      Eliminar
  7. TRAZIDO DO JORNAL DO CENTRO-10/6/2017

    "COISAS" DAS AUTÁRQUICAS/17 NO DISTRITO DE VISEU

    «Militantes descontentes em todos os partidos

    Na preparação das listas para as autárquicas, assiste-se ao confronto entre militantes que ou mudam de partido ou criam movimentos.

    Nelas: Militantes socialistas criam movimento Coração do Dão contra candidatura do PS
    O antigo sindicalista e funcionário da Companhia dos Fornos Elétricos da Urgeiriça, Carlos Mota Veiga, de 64 anos, e que foi vereador do PS durante o executivo liderado por José Correia, entre 1989 e 2000, é um dos elementos que encabeça o Movimento Cívico Coração do Dão (MCCD) que tem como objetivo uma candidatura à autarquia de Nelas.

    Tondela: Histórico do PSD é cabeça de lista à Assembleia Municipal pelo CDS
    Abílio dos Santos é o nome que mais se fala para encabeçar a lista do CDS à Assembleia Municipal (AM) de Tondela.

    Convenção Autárquica do PSD passou de Lamego para Viseu
    Passos Coelho está este sábado (10 de junho) em Viseu na Convenção Autárquica Distrital do PSD. O presidente do partido vai apresentar os candidatos já conhecidos às eleições de 1 de outubro.

    Lamego: “Conspiração” Social-Democrata contra o candidato oficial do partido
    Militantes e simpatizantes do PSD reuniram-se no último fim de semana, no complexo desportivo de Lamego, num encontro, convocado por SMS, onde foi feito o apelo e mobilização contra a candidatura oficial do Partido Social Democrata, liderada por Ernesto Rodrigues.

    Leia estas notícias na íntegra na edição impressa do Jornal do Centro
    Inserido em 10, Junho - 2017»

    DAQUI:http://www.jornaldocentro.pt/militantes-descontentes-em-todos-os-partidos/

    ResponderEliminar
  8. IN FB DA JUVENTUDE DE TAROUCA

    «Associação da Juventude do Concelho de Tarouca adicionou um evento.
    10/6 às 2:02 ·
    A 2ª edição do Já Foste Garagem está já ai a porta.
    Bandas e músicos, toca a sair das garagens. Vais querer perder esta oportunidade???
    As bandas ou artistas a solo podem fazer a inscrição através: 914900631
    ajctgeral@gmail.com
    Mensagem na nossa página de facebook
    #SaidaGaragem»

    ResponderEliminar
  9. IN FB DO MUNICÍPIO DE TAROUCA-EVENTOS

    «Municipio de Tarouca - Eventos
    7/6 às 15:19 ·
    Ateliê de Atividades Ocupacionais e Orientação Escolar “Crescer a Sorrir”
    A pensar na ocupação dos mais novos durante o período de férias escolares, a Câmara Municipal de Tarouca irá realizar mais uma edição de Verão do Ateliê de Atividades Ocupacionais e Orientação Escolar “Crescer a Sorrir”.
    A iniciativa prevê o desenvolvimento de atividades de ocupação dos tempos livres e acompanhamento escolar, fornecimento e acompanhamento de refeições e transporte.
    Com funcionamento das 9h00 às 17h00, no Centro Escolar de Tarouca, para as crianças dos 7 aos 11 anos(Grupo I) o ateliê terá início a 26 de junho e, para as crianças dos 3 aos 6 anos(Grupo II), a 03 de julho.
    Para frequência no mesmo, os pais deverão proceder à inscrição do(s) seu(s) filho(s) através do Formulário de Inscrição disponibilizado, gratuitamente, na Câmara Municipal de Tarouca, ou na página web da autarquia em http://www.cm-tarouca.pt, e entregue nos Serviços de Ação Social e Saúde da Câmara de Tarouca, a partir do dia 12 junho (limite de inscrições de 60 crianças, 30 por cada grupo).»

    ResponderEliminar
  10. TRAZIDO DO FB DA DECO

    INFORMAÇÃO ÚTIL: OS PERIGOS QUE SE ESCONDEM NO SPINNER

    «Spinner: o brinquedo da moda não é para todas as idades
    especialistas falam sobre spinner

    12 junho 2017

    Reduz o stresse e promove a concentração em crianças autistas e com défice de atenção? Especialistas consideram o spinner ou fidget spinner apenas um brinquedo normal que está na moda. Mas atenção às peças pequenas junto dos menores de 3 anos.

    (FOTO)

    Há para todos os gostos e de vários tipos: “fidget”, “finger” e “hand”. “Spinner” é o denominador comum pelo qual o designamos. O que começou por ser um objeto simples - criado nos anos 90 pela norte-americana Catherine Hettinger, que queria brincar com a filha e não conseguia devido a fraqueza muscular - é hoje um brinquedo da moda.

    Please fill the source and the alt text
    Menos stresse e mais concentração? Como todas as modas, a febre do spinner também vai passar.

    Há diversas cores, tamanhos e materiais, com luzes e música, e preços que podem ir de menos de 5 a 600 euros (porque já há versões com joias). Além da versão triangular, existe o Fidget Cube, um cubo eleito pela revista “Forbes” como o objeto de escritório do ano para executivos. Em cada uma das seis faces do cubo há diferentes atividades para aliviar o stresse, com preços a rondar os 10 euros.

    Falámos com especialistas do Instituto de Apoio à Criança (IAC). Para Marta Rosa e Melanie Tavares, do Sector da Atividade Lúdica do IAC, o spinner é um brinquedo de exercício, como muitos outros brinquedos e acessórios, que a maioria das crianças usa por estar na moda e para sociabilizar. Como todas as modas, a febre do spinner também vai passar.

    A função principal é girar. É um objeto pequeno (que pode ter cerca de 6 a 8 cm de diâmetro), com um disco central e duas ou três pás agarradas ao disco. Pressionando o disco e rodando as pás, através dos rolamentos, o brinquedo gira e, por isso, também é chamado de “pião dos tempos modernos”.

    Para as especialistas do Sector da Atividade Lúdica do IAC com quem falámos, se as condições de segurança estiverem salvaguardadas, o spinner é um brinquedo como outro qualquer.

    (CONTINUA)

    ResponderEliminar
  11. (CONTINUAÇÃO)

    Etiquetagem não cumpre as regras

    Tal como qualquer brinquedo, há regras que devem ser cumpridas. O que ninguém espera ou deseja é que um produto concebido e construído para uma criança seja, ele próprio, a colocá-la em risco.

    Comprámos alguns exemplares em vários tipos de lojas: Worten, Fnac, Toys “R” Us, quiosques e estabelecimentos com produtos baratos. E verificámos que tudo é possível. Desde não terem qualquer tipo de aviso ou a marcação CE (obrigatória para que um brinquedo se encontre à venda no mercado europeu), a terem avisos em inglês ou avisos mal traduzidos.


    Apenas um faz referência à idade recomendada, mas mesmo assim é só para quem saiba inglês e esteja habituado a este tipo de designações: diz “8Y+”, quando deveria estar escrito em português e de forma compreensível, com um número seguido da designação em meses ou anos. Também há os que têm a etiquetagem completa, só que em letras muito pequenas, de difícil leitura. Se não mencionarem a idade com clareza, presume-se que se podem destinar a qualquer idade, incluindo menores de 3 anos.

    Spinner só para maiores de 3 anos

    Um dos desafios de algumas crianças é tentarem desmontar e abrir este brinquedo, o que se revela fácil. Ao fim de algumas tentativas, nós próprios tivemos acesso direto aos rolamentos. São peças pequenas que podem ser facilmente metidas na boca pelos mais novos, colocando-os em risco de asfixia.

    Please fill the source and the alt text
    É fácil desmontar as peças do spinner. O seu tamanho coloca em risco os menores de 3 anos, pois pode obstruir a traqueia (diâmetro do cilindro na imagem).


    Recomendação fundamental para os pais: não compre estes brinquedos para oferecer a crianças com menos de 3 anos. Se tiver filhos mais velhos, tenha atenção quando brincam com o spinner com os irmãos mais novos, pois pode ser grande a tentação de desmontar o brinquedo.


    Efeito terapêutico para todos

    Ainda não há estudos que comprovem os efeitos terapêuticos do spinner e os resultados vão depender sempre de cada caso. Mas há dados que podem ajudar a perceber eventuais efeitos nos casos de autismo e de défice de atenção. “Crianças com estas características vivem no abstrato e, se calhar, este brinquedo é o que medeia a relação entre o mundo delas e o mundo dito normal”, explica a psicóloga e coordenadora do Sector da Atividade Lúdica do IAC Melanie Tavares.

    “Os autistas têm uma predisposição para ver objetos giratórios e o spinner, ao girar, faz focar a nossa atenção”. Para a especialista, qualquer pessoa com comportamentos aditivos tem um objeto de substituição para desviar a atenção e, neste caso, o spinner produz a regulação de comportamento. Assim sendo, “no fundo tem eficácia para toda a gente”, conclui Melanie Tavares.

    Regras de utilização em casa e na escola

    Como qualquer outro brinquedo ou objeto de referência, as regras de utilização dependem de cada instituição e família. Marta Rosa, professora e técnica do Sector da Atividade Lúdica do IAC, considera que a regra a seguir em casa é tudo o que faça sentido no contexto familiar: “podem estar pai, mãe e filhos em torno de um brinquedo destes e todos a divertirem-se; se calhar, até interagem mais do que se tivessem um tablet”. Para Melanie Tavares, “se não pode estar a mexer no telemóvel à mesa, também não pode mexer no spinner; mas se utiliza o telemóvel à mesa, então também pode brincar com isto”.

    A utilização do spinner na escola tem sido uma das grandes polémicas. Marta Rosa lembra que há professores a tirarem partido desta moda e, já que não conseguem impedir os alunos de aderirem: “usam-no nas aulas de matemática, tornam-no num temporizador e até ensinam a construir um com material de desperdício”.»

    DAQUI:https://www.deco.proteste.pt/familia-consumo/bebes-criancas/noticias/spinner-o-brinquedo-da-moda-nao-e-para-todas-as-idades

    ResponderEliminar
  12. TRAZIDO DO BLOG ASAS DA MONTANHA-13/6/2017

    SUGESTÃO DE LEITURA: DE QUEM É A CULPA? (disto e daquilo)

    «Palavra que não cabe no vocabulário atual: CONVERSÃO


    As pessoas têm muita dificuldade em assumir os seus erros e responsabilidades. E mais ainda, a necessidade de mudança de vida, de conversão.
    Talvez porque se olha demasiado para fora e quase nada para dentro. A introspeção, a auto-análise, o exame de consciência não integram, geralmente, os hábitos do homem moderno.
    Por isso, é mais fácil arranjar culpados fora. Aliás cada um é ótimo advogado de si mesmo e implacável acusador dos outros...
    O menino porta-se mal na escola? A culpa é da situação económica, dos pais, da sociedade...
    O trabalhador é um mau profissional? A culpa é dos baixos ordenados, do patrão que não motiva, dos problemas familiares...
    Aquela pessoa não tem educação? A culpa é da família, do temperamento, das vicissitudes da vida...
    O casamento corre mal? A culpa é da sogra, do trabalho, dele que é isto e aquilo, dela que é isto e aquilo...
    O aluno tem notas baixas? A culpa é dos professores, da escola, das companhias...
    O empresário é mau? A culpa é dos trabalhadores, das leis, da burocracia, da concorrência...
    Não vivo nem pratico a fé? A culpa é da falta de tempo, dos padres, dos que lá vão...
    Dou-me mal com os vizinhos? A culpa é deles que são picuinhas, egoístas, más línguas...
    Entro em esquemas que não são éticos? A culpa é da sociedade, a pessoa tem que se safar, é preciso é subir na vida...
    Etc, etc, etc


    A mudança que tanto se reclama tem de partir de cada um de nós, da mudança de vida, da conversão. Muitos vezes exigimos mudança, mas desde que ela não nos toque...
    Daí que a pessoa só seja verdadeiramente Pessoa na medida em que é capaz de olhar fundo e largo para dentro de si, auto-examinando-se, fazendo exame de consciência, enxergando-se, sem medo dos seus próprios defeitos, lacunas e limites.
    Aqui pode começar, quando a pessoa tem verdadeiro estofo interior, o caminho da conversão, da mudança.
    Não deixa de ser sintomático que as primeiras palavras de Jesus, ao iniciar a sua vida pública tenham sido exatamente estas: "Convertei- vos e crede no Evangelho" (Mc 1, 15).

    Postado por asas da montanha à(s) 00:48 »

    DAQUI:http://asasdamontanha.blogspot.pt/2017/06/palavra-que-nao-cabe-no-vocabulario.html

    ResponderEliminar
  13. TRAZIDO DO SITE DO JN-MAIO/2017

    POST INFORMATIVO: REGULAMENTO DO CONCURSO DE "REGRESSO ÀS AULAS"!(2017)

    «Regulamento da iniciativa do JN "Regresso às Aulas" 2017

    1. A Global Media Group através da sua publicação Jornal de Notícias, organiza uma iniciativa denominada "REGRESSO ÀS AULAS".

    2. Esta iniciativa destina-se a promover e premiar o sucesso escolar de crianças com idades entre os 7 e os 11 anos, devendo a candidatura ser realizada pelos pais ou encarregado de educação.

    3. A iniciativa "REGRESSO ÀS AULAS" é promovida pelo "Jornal de Notícias" e visa a atribuição de 15 vales de 500euro oferecidos pela Staples e de 15 vales de consulta e óculos graduados no valor total de 200 euro oferecidos pela Opticalia.

    O MELHOR DO JORNAL DE NOTÍCIAS NO SEU EMAIL


    Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a qualidade Jornal de Notícias.
    SUBSCREVER
    4. Esta iniciativa terá os seguintes prazos:

    Envio das candidaturas até 28 de julho de 2017;

    Seleção das candidaturas de 29 de julho a 5 de agosto 2017;

    Os 15 premiados serão divulgados dia 6 de agosto de 2017;

    Entrega dos prémios dia 26 de agosto;

    Acompanhamento trimestral das crianças selecionadas (até ao final do ano letivo 2017/2018).

    5. A participação nesta ação pressupõe o envio do atestado de insuficiência económica emitido pela Junta de Freguesia à qual pertencem os participantes, o comprovativo de rendimento escolar das crianças emitido pelo estabelecimento de ensino com as respetivas notas de avaliação, os dados pessoais (BI, NIF, morada e contacto telefónico) e as razões da candidatura, devendo os filhos dos participantes frequentar o 1.º ou o 2.º ciclos (1.º, 2.º, 3.º, 4.º, 5.º e 6.º anos) relativo ao ano letivo 2016/2017. Os elementos referidos devem ser enviados para: Edifício Jornal de Notícias, Direção de Marketing, Rua Gonçalo Cristóvão, 195, 4049-011 Porto ou para o endereço de e-mail marketing.jn@jn.pt, conforme indicado no anúncio da presente ação que será publicada no JN, DN, O JOGO, quer em papel quer online e na TSF - rádio e online.

    6. A escolha das 15 crianças premiadas será feita por um júri composto por elementos da Staples e Jornal de Notícias, visando premiar os alunos com as melhores notas inseridos em agregados familiares que apresentem uma situação de insuficiência económica.

    7. Os vales da Staples têm que ser utilizados numa única compra de valor igual ou superior ao valor nominal do vale (500euro). Podem ser utilizados na compra de quaisquer produtos comercializados nas lojas Staples (à exceção de cheques-brinde) e não são convertíveis em dinheiro. A ida à loja para desconto do vale será agendada pela Global Media Goup e a respetiva reportagem publicada no Jornal de Notícias ou em qualquer outra publicação da Global Media Group, quer em papel, quer online, bem como nas respetivas redes sociais.

    (CONTINUA)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. (CONTINUAÇÃO)

      8. A criança beneficiária do vale de consulta e um par de óculos graduados da Opticalia no valor conjunto de 200 euro, poderá optar pela oferta da consulta e um par de óculos de sol no valor de 80 euro, caso se verifique que não necessita de correção visual. Os vales não são convertíveis em dinheiro e são válidos apenas para oferta de um par de óculos por criança.

      9. Os óculos graduados oferecidos pela Opticalia serão das marcas exclusivas Opticalia e as lentes da marca Hoya.

      10. A Global Media Group. reserva-se o direito de publicar o nome, sobrenome, idade e cidade em legenda às fotografias e vídeos das crianças vencedoras para efeitos de conteúdo editorial ou promocional relacionado com a presente iniciativa, sem que por isso tenham direito a qualquer compensação.

      11. A Global Media Group, reserva-se o direito de acompanhar trimestralmente o desenvolvimento académico dos alunos selecionados, que consiste na publicação das notas trimestrais ou evolução de cada criança promovendo e encorajando o seu mérito e empenho, a título de exemplo para todas as crianças.

      12. Os pais ou encarregado de educação das crianças vencedoras serão contactados pela direção de marketing do Jornal de Notícias, de forma a agendar local e hora para entrega dos vales e acompanhamento das compras efetuadas. Para o levantamento dos vales deverá ser apresentado o original do bilhete de identidade. Sem a apresentação deste não se procederá à entrega dos referidos prémios.

      13. A impossibilidade de receber os prémios dentro do prazo fixado no presente regulamento não confere aos vencedores o direito a qualquer compensação.

      14. No caso de os prémios não serem atribuídos a algum dos 15 vencedores, por motivo não imputável à Global Media Group, consideram-se vencedores os participantes classificados nos lugares imediatamente seguintes, por ordem de classificação.

      15. É vedada a participação nesta iniciativa "REGRESSO ÀS AULAS" a administradores ou trabalhadores da Global Media Group, da Staples e da Opticalia, ou de outras entidades que com elas se encontrem em relação com o grupo, bem como de administradores ou trabalhadores dos operadores que prestem serviços no âmbito da presente iniciativa. Não é ainda permitida a participação de todos aqueles que se encontrem objetivamente em condições de beneficiarem ilegitimamente de informação privilegiada e não publica, relacionada com esta ação.

      16. Os prémios correspondentes ao passatempo objeto do presente regulamento não poderão ser convertidos em outros prémios ou dinheiro. Os prémios serão atribuídos aos premiados dia 26 de agosto de 2017.

      17. A Global Media Group, reserva-se o direito de alterar o presente regulamento, sem necessidade de aviso prévio, passando as novas regras a vigorar logo a partir da respetiva divulgação.

      18. Quaisquer dúvidas relativamente ao passatempo e respetivas regras poderão ser esclarecidas através do telefone ou através do telefone 222 096 183, nos dias úteis, das 10h às 12h e das 14h30 às 18h ou ainda pelo e-mail marketing.jn@jn.pt

      19. A participação nesta iniciativa pressupõe o conhecimento e a aceitação sem reserva das regras estabelecidas no presente regulamento.» (FIM)

      Eliminar
    2. DAQUI:http://www.jn.pt/nacional/patrocinado/interior/regulamento-da-iniciativa-do-jn-regresso-as-aulas-2017-8495317.html

      Eliminar
  14. TRAZIDO DO OBSERVADOR--24/6/2017

    PEDROGÃO GRANDE: EXIGÊNCIAS E PEDIDOS DO Sr PRESIDENTE DA REPÚBLICA!

    «FOGO DE PEDRÓGÃO GRANDE
    Marcelo. É preciso “apurar tudo, mas mesmo tudo, o que houver a apurar”
    24/6/2017, 0:22593
    52
    O Presidente da República, num depoimento ao semanário Expresso, pede que sejam apuradas todas as responsabilidades e apela à união entre partidos políticos na resposta à tragédia.

    Partilhe

    MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

    Autor


    João Francisco Gomes
    jfranciscogomes
    Email
    Mais sobre

    FOGO DE PEDRÓGÃO GRANDE
    MARCELO REBELO DE SOUSA
    PRESIDENTE MARCELO
    INCÊNDIOS
    ACIDENTES E DESASTRES
    SOCIEDADE
    PRESIDENTE DA REPÚBLICA
    POLÍTICA
    O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, diz que “é tempo de, sem limites ou medos, se apurar o que, estrutural ou conjunturalmente, possa ter causado ou influenciado, quer o sucedido quer a resposta dada” no incêndio em Pedrógão Grande, “agora, que a fase do combate parece estar a chegar ao seu termo, e que os passos para a reconstrução já começaram”.

    Num depoimento ao semanário Expresso (acesso pago), publicado este sábado, Marcelo Rebelo de Sousa pede que isto seja feito “no plano técnico, como no plano institucional”, e apela a que as responsabilidades sejam apuradas “num prazo que não esvazie o significado do apuramento nem acabe por retirar utilidade às suas conclusões”.

    Terminar a árdua missão dos últimos dias, acelerar a reconstrução, e apurar tudo, mas mesmo tudo, o que houver a apurar — estes os imperativos da presente hora”, afirma o Presidente da República.
    Para Marcelo Rebelo de Sousa, a missão do Presidente da República é “garantir agora que todas as interrogações sobre factos e responsabilidades tenham uma resposta rápida exaustiva“, depois daquela que foi “uma tragédia quase sem precedente na história do Portugal Democrático”.

    O chefe de Estado apela ainda à união entre partidos na resposta à tragédia. “Sabendo que temos pela frente meses muito exigentes. Merecem, pois, o renovado apoio do PR, as iniciativas e convergências entre partidos políticos nestas três frentes de intervenção”, remata.»

    DAQUI:http://observador.pt/2017/06/24/marcelo-e-preciso-apurar-tudo-mas-mesmo-tudo-o-que-houver-a-apurar/

    ResponderEliminar