sexta-feira, 6 de junho de 2014

(16)PS:DISPUTA DA LIDERANÇA!(ponto de situação)

[TRAZIDO DO FB:CONTA DA TSF] PS:A DISPUTA PELA LIDERANÇA! Seguro propõe primárias a 28 de Setembro ou a 5 de Outubro Publicado hoje às 22:39 Já é conhecida a proposta de António José Seguro para resolver a crise de liderança em que o PS mergulhou após as Eleições Europeias. A proposta, distribuída pelos jornalistas, defende a escolha do candidato do PS a primeiro-ministro através de eleições primárias, a realizar no final de Setembro, no dia 28, ou no dia 5 de Outubro. As primárias serão abertas a militantes do PS e da JS, candidatos do PS às últimas eleições (inclui, portanto, independentes que concorreram pelos socialistas nas autárquicas, legislativas nacionais e regionais, e europeias), inscritos no laboratório de ideias e propostas para Portugal (LIPP), no movimento Novo Rumo, e a «cidadãos que cumpram os requisitos a estabelecer no regulamento eleitoral», como por exemplo, a «assinatura de um compromisso individual de concordância com a Declaração de Princípios do PS». A proposta que António José Seguro já apresentou à Comissão Política Nacional (CPN), prevê que todo o processo eleitoral seja entregue a uma Comissão Eleitoral, a designar pela CPN, e que será presidida por «uma personalidade de reconhecido mérito nacional». Quanto ao calendário, Seguro propõe que as primárias se realizem no final de Setembro ou princípio de Outubro, sendo que o regulamento eleitoral deve ficar fechado até 30 de Junho, data em que a Comissão Eleitoral também deve ser definida. A preparação dos cadernos eleitorais deve decorrer durante o mês de Julho, e a campanha entre Julho e Setembro. As listas concorrentes devem recolher um mínimo de 1000 assinaturas, e devem ser entregues até 45 dias antes das eleições. As assembleias de voto vão estar nas sedes do Partido Socialista, sendo que o partido compromete-se a aprovar um orçamento para suportar o processo eleitoral, e a garantir condições de igualdade de tratamento entre as diferentes candidaturas. A Comissão Nacional compromete-se ainda a organizar dois debates públicos entre os candidatos durante a campanha eleitoral. Será declarado vencedor o candidato que obtiver mais votos, e esta noite Seguro passou para um documento oficial, a proposta que entregou na CPN, o compromisso de se demitir da liderança em caso de derrota. A julgar pelas declarações de alguns apoiantes de António Costa, e de diversos militantes que entretanto falaram na reunião da CPN, a data de 28 de Setembro não agrada, é vista como uma meta muito distante, tendo em conta a situação política que o país atravessa. Paulo Tavares (ENVIADO POR: PA/DI) INFORMAÇÃO ADICIONAL:DEPOIS DE DIVULGADAS ESTAS DATAS, ALGUNS APOIANTES DE ANTÓNIO COSTA VIERAM DIZER QUE "QUEREM DIRECTAS O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL"(ver nos comentários a este post). ApROVEITAMOS PRA INFORMAR QUE O TAROUCAndo VAI PROMOVER MAIS "UM DEBATE POSSÍVEL" SOBRE ESTA QUESTÃO, POIS CHEGAMOS A UM PONTO QUE JÁ NÃO SABEMOS SE ESTAMOS APENAS PERANTE "UMA DISPUTA DE LIDERANÇAS!ProfAnónima

2 comentários:

  1. [TRAZIDO DO FB:CONTA DA TSF]

    PS:A DISPUTA PELA LIDERANÇA!

    Apoiantes de Costa querem primárias «rápidas»
    Publicado hoje às 22:13

    Carlos César e Vieira da Silva, apoiantes de António Costa, querem que este processo se realize antes de setembro ou outubro, altura em que o PS prevê realizar primárias.

    Carlos César, apoiante de António Costa, considerou, esta quinta-feira, que «Portugal não esperar» por setembro ou outubro, altura em que o PS poderá realizar primárias.

    «Estas primárias devem ser feitas rapidamente, porque a situação do país inspira cuidados e porque Portugal tem pressa em ter um PS capaz de liderar uma alternativa política», defendeu este antigo presidente do Governo.

    À entrada para esta reunião, Carlos César pediu ainda um processo «credível, porque os portugueses vão estar atentos ao que se vai passar».
    Vieira da Silva, também antes desta reunião, lembrou que o «tempo político agora evolui muito rapidamente» e que «vivemos numa situação muito difícil no país».

    «Julgo que o PS não pode estar à espera desse tempo todo para clarificar a situação», explicou este ex-ministro, que quer um processo «rápido» com «clareza, transparência e que todos entendam o que está a ser feito».

    Relacionados

    Seguro propõe primárias a 28 de Setembro ou a 5 de Outubro
    Publicado hoje às 22:39

    (ENVIADO POR:PA/DI)

    ResponderEliminar
  2. INFORMAÇÃO ADICIONAL:

    OS TEXTOS AGORA PUBLICADOS FORAM ENVIADOS, ONTEM, PRÓS DIVERSOS DE JUNHO/2014!

    A MODERADORA PRINCIPAL DO TAROUCAndo

    ResponderEliminar