quarta-feira, 25 de junho de 2014

(81)CRISE NO PS: MANUEL ALEGRE MOSTRA A SUA PREOCUPAÇÃO COM OS INCIDENTES EM ERMESINDE!

[TRAZIDO DO FB: SITE DA TSF (23/6)] CRISE NO PS:MANUEL ALEGRE FICOU MUITO PREOCUPADO COM OS INCIDENTES EM ERMESINDE (CAUSADOS POR MILITANTES DO PARTIDO) PELI QUE EXIGIU MEDIDAS AOS ORGÃOS NACIONAIS DO PARTIDO!MAIS:24 HORAS DEPOIS, O AINDA SECRETÁRIO GERAL DO PS, NADA TINHA DITO SOBRE O ASSUNTO! PS: Alegre considera «intoleráveis» os «incidentes» de Ermesinde e exige intervenção imediata O ex-candidato presidencial Manuel Alegre classificou hoje como intolerável o clima de tensão registado no domingo, em Ermesinde (Valongo), quando o presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, saiu da reunião da Comissão Nacional do PS. Durante a Comissão Nacional do PS, dezenas de populares concentraram-se à porta da reunião e, no final, aplaudiram o secretário-geral do PS, António José Seguro, e alguns deles insultaram depois António Costa, chamando-lhe «traidor», «oportunista», «borra-botas» e mandando-o de volta para Lisboa. «Esses incidentes são intoleráveis e não podem voltar a repetir-se. Tenho informações de que grande parte é militante do PS, o que exige uma intervenção imediata dos órgãos do partido», declarou Manuel Alegre à agência Lusa. O "histórico" dirigente socialista sustentou depois que «este tipo de fenómenos», como aquele que ocorreu em Ermesinde, no domingo, «resolvem-se à nascença sob pena de a situação ficar incontrolável». «O PS é um partido democrático, onde não há lugar para arruaceiros. As responsabilidades nacionais do partido exigem um clima de serenidade e de respeito mútuo. Se o PS não souber resolver democraticamente os seus problemas internos corre o risco de perder o país», avisou ainda Manuel Alegre. A TSF contactou Manuel Alegre que prefere não dizer mais nada, ficando agora à espera da reação do partido à exigência de uma intervenção imediata para evitar que o caso se repita. Contactámos também Jorge Coelho, um dos nomes, a par de António Vitorino, sugerido por António Costa para a organização das primárias. Jorge coelho diz que não quer comentar a situação atual do PS. Tentámos também falar com António Vitorino, mas sem sucesso . (ENVIADO POR:PA/DI)

2 comentários:

  1. INFORMAÇÃO ADICIONAL:

    Segundo o JN de hoje, a Presidente do Partido Socialista, Drª Mª de Belém, comunicou LOGO no dia seguinte aos incidentes à PGR!(mas não nada a ninguém....)

    ResponderEliminar