quinta-feira, 10 de julho de 2014

(26)COISAS DO PARLAMENTO EUROPEU:"NAMORO-TELEFÓNICO" DESAGRADOU A CDU/PORTUGUESA?(talvez sim...)

[TRAZIDO DO FB:CONTA DO DIÁRIO DE NOTÍCIAS (9/7)] [COISAS DO PARLAMENTO EUROPEU: "NAMORO TELEFÓNICO", DURANTE O DEBATE, DO Sr PRESIDENTE IRRITOU O EURODEPUTADO PORTUGUÊS DA CDU?! AO LER "ISTO" FICA-SE COM ESSA IDEIA OU...TAKVEZ NÃO!] «Eurodeputado do PCP debate-se com Juncker por Lusa Ontem 12 comentários] Jean-Claude Juncker e o eurodeputado comunista João Ferreira travaram-se esta quarta-feira de razões num debate no Parlamento Europeu, com Juncker a afirmar que não precisa que lhe expliquem a realidade de Portugal. A troca de razões deu-se no quadro da ronda de discussões realizadas entre terça e quarta-feira com os diferentes grupos políticos da assembleia europeia, antes da votação para a presidência do executivo comunitário, agendada para o hemiciclo de Estrasburgo a 15 de julho. Juncker ouviu muitas críticas no debate com o Grupo da Esquerda Unitária Europeia, família que integra as delegações do PCP e Bloco de Esquerda, e que lhe declarou abertamente a oposição à sua designação para a presidência da Comissão. Insurgindo-se contra críticas e refutando o "rótulo" neo-liberal e capitalista, Juncker mostrou-se irritado durante a intervenção de João Ferreira, eurodeputado português, quando este pausou para que o candidato do Partido Popular Europeu desligasse o telemóvel. Depois de criticar o papel desempenhado em Portugal pela "troika", "que o senhor (Juncker) apoiou", e "chamar-lhe a atenção para a realidade" do país, referindo-se ao estado da economia e à escalada da dívida, João Ferreira fez uma pausa entre duas questões ao político luxemburguês, ao ver que este estava sem os auscultadores e manuseava o telemóvel. "Vou fazer uma pausa para que possa desligar o telemóvel", disse o deputado, retorquindo Juncker que respondia a uma mensagem da sua mulher. "Eu sei fazer duas coisas em simultâneo: escutá-lo e escrever «tudo está bem»", disse o político luxemburguês. "E percebe português também? Aguardava que colocasse os auscultadores", insistiu João Ferreira, ao que Juncker respondeu que cresceu rodeado de portugueses. "Cresci na parte industrial do Luxemburgo e os meus vizinhos são portugueses. Sei muitas coisas de Portugal, por isso pode ser mais breve, porque eu conheço" a realidade do país, disse, visivelmente agastado, acrescentando depois, já na fase de respostas aos deputados, que, enquanto presidente do Eurogrupo - na altura em que Portugal pediu assistência financeira - lutou mesmo contra a redução do salário mínimo em Portugal. (...) Questionado por João Ferreira e pela eurodeputada Marisa Matias, do bloco de esquerda, sobre a possibilidade da renegociação da dívida pública, Juncker não abordou a questão, queixando-se de falta de tempo. Artigo Parcial» NB: PODERÁ LER O TEXTO NA INTEGRA, NOS DIVERSOS DE JULHO/14(POST 2) (ENVIADO POR:A.M.)

4 comentários:

  1. INFORMAÇÃO ADICIONAL:

    O Presidente Junker foi eleito com os votos de TODOS os eurodeputados do PPE, do qual fazem parte tanto o PSD como o CDS!

    ProfAnínima

    ResponderEliminar
  2. EM DESTAQUE: RETIRADO DO TEXTO DO POST:

    1-« Juncker ouviu muitas críticas no debate com o Grupo da Esquerda Unitária Europeia, família que integra as delegações do PCP e Bloco de Esquerda, e que lhe declarou abertamente a oposição à sua designação para a presidência da Comissão.»


    2-[Junker]Insurgindo-se contra críticas e refutando o "rótulo" neo-liberal e capitalista, Juncker mostrou-se irritado durante a intervenção de João Ferreira, eurodeputado português, quando este pausou para que o candidato do Partido Popular Europeu desligasse o telemóvel.»

    3-[Junker disse que]enquanto presidente do Eurogrupo - na altura em que Portugal pediu assistência financeira - lutou mesmo contra a redução do salário mínimo em Portugal. »

    ProfAnónima

    ResponderEliminar
  3. EM DESTAQUE: RETIRADO DO TEXTO (cont.):

    «Questionado por João Ferreira e pela eurodeputada Marisa Matias, do bloco de esquerda, sobre a possibilidade da renegociação da dívida pública, Juncker não abordou a questão, queixando-se de falta de tempo.»

    ProfAnónima

    NB: PODERÁ LER O TEXTO NA INTEGRA, NOS DIVERSOS DE JULHO/14(POST 2)

    ResponderEliminar
  4. E PRONTOS, AGORA O PIRATÃO ATÉ PELAS QUESTÕES EUROPEIAS SE INTERESSA!?:(

    «Esta página Web não está disponível

    Menos
    A página Web em http://taroucando.blogspot.pt/2014/07/26coisas-do-parlamento-europeunamoro.html poderá estar temporariamente inactiva ou poderá ter sido movida permanentemente para um novo endereço Web.
    Código de erro: ERR_INVALID_ARGUMENT»

    ResponderEliminar